sobre Mundo de sonhos

numa viagem constante, que se quer o mais leve possível, deixo-me ir, envolta num manto de luz, com muito amor para distribuir, com muita alegria para partilhar!

Contacto

mail de sonho

sonhos no facebook

30.6.09

Chuva miúda

De manhã chove ou está nublado, depois vem um calor abafado daquele que nos deixa peganhentos e o papel não corre na impressora. Á tarde descobre o sol e fica um calor enorme. De noite está fresco na rua e quente em casa. É assim que o verão vem entrando, meio escondido para ver se ninguém se assusta.
Eles não parecem importar-se com isso! :)

26.6.09

Meio cá, meio lá


Depois do peixe, o pato!

Tenho andado a tentar misturar técnicas para ver o que resulta e para desenjoar um pouco de toda a folha em aguarela. Experimentei nestes últimos as colagens e tenho gostado.

25.6.09

De loucos todos temos um pouco

Tal como tinha combinado aqui fica uma das minhas novas criações da qual gosto muito, talvez por ser diferente de tudo o que tinha feito até agora.


Perto de onde trabalho há um lar ou uma instituição onde vivem pessoas com problemas mentais (julgo eu e detesto este termo). Alguns, talvez aqueles que não fujam ou que sejam inofensivos, têm autorização para sair e circular pela vila. Há um senhor que encontro todos os dias à hora do almoço e que se costuma sentar muito depressa enquanto circula, como se jogasse ao jogo das cadeiras. Vai andando e quando resolve sentar-se lá se senta ele. Depois fica ali, fala lá a linguagem dele, fuma ou finge que fuma (ainda não percebi) e depois anda mais um pouco e lá se senta ele. Por isso é frequente encontrá-lo nas escadas, no pátio, num banco virado para o Rio, sempre a conversar na lingua dele.
Hoje lá estava ele no meio da praça, completamente esgadelhado, ora sentado numa cadeira de esplanada encostado a um edifício, ora voltado para a parede, em pé, de mãos em concha que se dirigiam intercaladamente ao alto e depois à parede, tudo isto acompanhado por uns sons estranhos num ritual que só ele consegue entender.
Há uns dias marcou-me uma senhora muito engraçada, baixinha, gordinha, com um saco na mão que descia a rua a correr numa lamúria, entre um gritar alegre e um hã ai hã, que me deixou perplexa. Quando voltou vinha na mesma. Com a mesma pressa, com a mesma lenga-lenga.
Tenho tido tempo só para mim esta semana e tenho observado o que me vai rodeando. Estas pessoas que vou vendo é o que mais me marca, talvez por não conseguir compreendê-las, talvez por não saber se elas próprias se compreendem.

23.6.09

navegando, desenhando

Resolvi apostar numa pesquisa diária sobre ilustração para ver o que os ilustradores fazem, as técnicas que usam, as maneiras de representar, os materiais, etc. Sim, porque eu sou somente uma amadora que gosta de desenhar o que lhe vem no momento sem nenhuma regra específica, muitas vezes estando apenas em frente ao computador com um bloco a desenhar o que de atractivo vai aparecendo. Acabo por não ter noção do que é preciso cumprir quando há um tema específico a seguir.Tudo isto tem sido muito benéfico pois para além de ter conhecido artistas fascinantes, tenho feito, ao final do dia, desenhos de que gosto muito (à primeira!). Ainda estão por ali a apurar. Um dia hão-de vir aqui parar.
Gosto muito da maneira de representar do Valerio Vidali, italiano, e até agora a minha ilustradora preferida Rashin Kheyrieh, iraniana.


22.6.09

busy...........

Meti na cabeça que havia de participar num concurso que se vai realizar em outubro sobre ilustração, de maneira que ando com a cabeça ocupada a inventar um tema para desenvolver pois preciso de apresentar três desenhos. Ando a desenvolver novas técnicas e a tentar encontrar forma de "encher" mais os meus desenhos para serem mais atractivos (digo eu). Bom, hei-de chegar a alguma conclusão, nem que seja preferir vê-los mais limpinhos!!
Obrigada a todos ;)

20.6.09

Grão a grão



Descobri este blog do qual me tornei fã incondicional e que todos os dias pela manhã vou consultar para ver as novidades da Mariana e das miúdas e os últimos trabalhos dela. Adoro as fotos que ela tira, sobretudo por se perceber que o faz com muito gosto e isso vê-se no resultado final do seu trabalho.
Gostava que as minhas amigas fossem fotografadas por ela quando estivessem grávidas ou tivessem uma big family. Que acham? espreitem aqui, vale mesmo a pena!

19.6.09

Porque amanhã é outro dia


Hoje foi dia:

- de ouvir música nova e descobrir que afinal é muito boa
- de organizar o atelier
- de almoçar debaixo do nevoeiro
- de inventar uns desenhos para papel pardo, a preto e pardo :)
- de descobrir um sítio agradável para jantar
- de tentar ser feliz!


17.6.09

Alegria de malas feitas



A "Alegria" vai morar para outra casa.
É a ilustração mais apreciada por todos e foi agora encomendada para oferecer a uma menina que faz anos na próxima semana. E a pessoa que a encomendou ficou tão satisfeita com o exemplar que já me pediu mais uma para oferecer a uma pessoa diferente!
Boas Alegrias


15.6.09

Voadores


Uns andam nas nuvens, outros com a cabeça no ar; alguns perdem-se nos seus pensamentos e outros deixam-se levar por eles.

14.6.09

Domingo


Hoje foi dia de passeio pela Costa Vicentina que, quanto mais conheço, mais me fascina.
Foi dia de repouso, de meditação, de bem estar; de comer um belo prato numa esplanada bem catita situada numa praça pequenina muito bonita ainda com a colorida decoração dos santos populares, rodeada de gente bem disposta e com umas sobremesas que só visto! Caiu uma chuvinha morna que, amparada pelo chapéu que nos cobria, soava a umas pequenas gotas refrescantes.
Não foi dia de desenhos, não me ocorreu nada. Tive que fazer sopa, por isso a inspiração foi para o tacho!
Venha daí mais uma semana!

11.6.09

Que bom!



Deviam inventar mais feriados destes assim seguidinhos para termos tempo para nós e com este bom tempo ir até a praia, dar uns giros, programar umas saídas com os amigos, fazer desenhos com mais alegria e mais cor, porque o solzinho a isso convida. Pelo que sei andam todos mais contentes esta semana, uns pela Europa, outros pela praia, outros a tirarem uns dias para si mesmos. Que bom!

7.6.09

Viagem de regresso


A namorada quiz fazer-lhe uma surpresa. Ele nem sequer desconfiava.
Voltou ontem de viagem e à sua espera tinha a namorada e um presente: uma das minhas aguarelas das quais ele começou a gostar.
No quadro estão os dois, num mundo imaginário para o qual também foi transposto um pouco das suas vidas e das suas características. Ele no meio citadino, ela em terras mais pacatas. Une-os um caminho que muitas vezes também os separa e ela aguarda-o ansiosa, espreitando a ver se ele já lá vem. Surgem os livros, de que ambos gostam muito e o desfolhar de páginas e páginas, livros abertos, livros fechados, livros estendidos, folhas soltas, folhas a voar, folhas que se perdem...

Fiquei muito contente com o resultado final. Espero que o feliz contemplado também tenha ficado ;)


6.6.09

P´rá frente é que é caminho!

(porque p´ra trás mija a burra, como se diz em terras Algarvias :)

Felizmente já tenho algumas encomendas o que significa que há uma boa aceitação dos meus trabalhos. Fico feliz por isso! Muito feliz, mas também com um grande sentido de responsabilidade por querer fazer os presenteados felizes. Já vai outro a caminho (literalmente!). Amanhã conto para não estragar a surpresa.
Bom final de semana.

5.6.09

a pares



Gosto muito destes dois quadros que fiz muito descontraídamente durante a hora de trabalho no antigo escritório onde trabalhava. Por vezes dava-me uma moleza, uma falta de motivação e fazia um breve intervalo para descarregar ali no bloco o que me ía na alma. Foi assim que criei muitos desenhos, alguns bem giros. Lá está, como estava a fazer só por fazer até corria bem. Estes tenho na parede cá de casa!

4.6.09

Desenhos

Alguns custam a sair, levam dias a ganhar forma. Outros saem espontaneamente, com uma facilidade vinda não sei de onde. A maior parte, depois de acabados, não tem valor, ficam simplesmente ali a apurar, a fermentar e passado alguns dias, quando volto atrás, já os olho com outros olhos e quanto mais o tempo passa mais gosto deles. Gosto! mas levo tempo a chegar lá!
Quando ganham cor é mais fácil gostar deles.
Quando os faço descontraídamente, só por prazer, sem um fim especial, saem melhor; a pincelada é mais solta, mais curta, mais espontanea e não é pensada. Como é só para dar uma corzinha, uma ideia, sai melhor... é mais indefinido mas está lá tudo! mais simples, mais bonito!!
Quando me sinto triste, então saem ainda melhor, gostava de saber porquê; tenho mais inspiração.
Resumindo, há dias em que não consigo fazer nada, absolutamente nada; a solução é desistir; há outros em que não custa nada e é sempre em frente...

3.6.09

À noite

...caminha uma laranja tenrinha rua abaixo, regressa uma laranja pesada a casa. É todos os dias assim. Para lá vou fresquinha, para cá trago uma carga às costas. Trago mesmo!


 

1.6.09

Dia dos pequeninos!

O dia da criança devia ser como o Natal, ou seja, quando o Homem quisesse!
Mas como ser criança é a fase mais bonita da nossa vida, a todas as crianças, sobretudo às que mais precisam, eu desejo um feliz dia!

Esta está acabadinha de sair do forno!